Otorrinolaringologia é a especialidade médica dedica a estudar e tratar doenças que afetam a orelha, o nariz e a garganta.

Mas, você sabe quando deve procurar um especialista nesta área? No artigo de hoje vamos abordar isso e muito mais.

Por isso, convidamos você a permanecer com a leitura do texto até o final.

Para ajudar a compor esse informativo, batemos um papo com a otorrinolaringolista Cristiane Leal.

Então, vamos nessa?

Conhecendo melhor a Otorrinolaringologia

Otorrinolaringologia-quando-devemos-procurar-um-especialista?

Primeiramente já antecipamos na introdução desse artigo a definição resumida dessa especialidade médica.

Ademais, sendo mais específicos, a ORL como também é conhecida possui como campo de atuação enfermidades que atingem os ouvidos, o nariz, e os seios paranasais.

Além de afetar, também, órgãos como faringe, laringe, cabeça e pescoço.

A otorrinolaringologia é uma especialidade clínica e da mesma forma cirúrgica, vale frisar.

Assim sendo os tratamentos podem ser tanto clínicos quanto cirúrgicos dependendo especificamente de cada caso e/ou doença.

Portanto, é inegavelmente fundamental que haja uma avaliação direcionada e específica do médico otorrino.

Além disso, é fundamental que o diagnóstico seja correto e preciso afim de que o tratamento seja eficaz.

Principais doenças tratadas na Otorrinolaringologia

As principais doenças que são tratadas pelo médico otorrino são:

Otorrinolaringologia-quando-devemos-procurar-um-especialista?
  • Rinites
  • Sinusites
  • Desvio do septo nasal
  • Polipose nasal
  • Distúrbios do sono (apneia)
  • Diminuição da acuidade auditiva/surdez
  • Amigdalite/faringite
  • Paralisia facial
  • Distúrbios da deglutição
  • Alterações das pregas vocais
  • Distúrbios do labirinto

Rinites

É quando há irritação bem como uma inflamação da membrana mucosa localizada dentro da nossa cavidade nasal.

A rinite mais comum é a alérgica que acontece, principalmente, devido a alérgenos presentes no ar.

Em outras palavras, substâncias de origem natural que podem causar reações hipersensíveis em pessoas suscetíveis.

Sinusites

É uma inflamação que ocorre, principalmente, na mucosa dos seios da face, na região do crânio onde é formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e até mesmo dos olhos.

É uma doença que pode ocorrer, a princípio, após uma infecção ou por causa de um quadro alérgico.  

Além disso, qualquer fator que impeça a drenagem correta da secreção dos seios da face pode ocasionar sinusite.

Desvio do septo nasal

Essa é, inegavelmente, uma das causas mais frequentes de obstrução no nariz.

A saber, a narina que é torta e desviada para um dos lados do nariz é mais estreita e dificulta a passagem do ar, e, consequentemente, à respiração.

Nos casos em que esse desvio atrapalha significativamente a respiração do paciente, é indicada, posteriormente, a cirurgia reparadora.

Polipose nasal

Pólipos nasais são tumores benignos que se formam na mucosa do nariz ou nos seios nasais.

Antes de mais nada vale informar que eles não causam dor.

Porém, eles acabam revestindo as cavidades nasais e acontecem devido à inflamações crônicas da mucosa nasal.

São, dessa maneira, mais comumente associados a pessoas que sofrem de asma e/ou rinite alérgica.

De tal maneira que dependendo dos casos também é possível que o tratamento seja cirúrgico.

Distúrbios do sono (apneia)

A apneia do sono é um distúrbio considerado grave, porque a pessoa que sofre desse problema para de respirar por segundo várias vezes enquanto dorme.

Além disso, apresentam um padrão de respiração anormal a exemplo da respiração pela boca. E, também respiração com ruídos ou até mesmo superficial.

Diminuição da acuidade auditiva/surdez

A saber, surdez é o termo genérico que é significa diminuição da acuidade auditiva.

Ao mesmo tempo é conhecida como hipoacusia e suas causas podem ser diversas, como por exemplo:

  • Devido a lesão central cerebral (são as mais raras);
  • Devido a alterações no ouvido (causas mais frequentes);

Existem diversos tipos de surdez como a de transmissão, que é originada no ouvido externo ou médio.

A surdez neurossensorial que também é conhecida como surdez de percepção e se originam no ouvido interno.

Vale destacar que nesses dois casos é fundamental distinguir se suas causas são genéticas ou adquiridas.

Existem ainda as hipoacusias de transmissão que ocorrem devido a lesões do ouvido externo.

Como, por exemplo, destacamos o ouvido tapado (rolhão de cerúmen).

Além das lesões do ouvido médio que ocasionam problemas como otites e lesão da cadeia ossicular .

Amigdalite/faringite

Amigdalite é uma inflamação que acontece nas amígdalas e que, geralmente, começa de maneira muito rápida.

É um tipo de faringite, em outras palavras, uma infecção respiratória que se caracteriza por uma inflamação na parte posterior da garganta.

No casos das amigdalites as causas mais comuns são as infecções de ordem viral.

Paralisia facial

É um distúrbio total de que afeta todos ou alguns músculos da expressão facial.

Pode ser classificada como central ou periférica, sendo esta última causada pela paralisia dos nervos faciais.

Distúrbios da deglutição

É quando há dificuldade em levar os alimentos da boca até o estômago.

O percurso entre a boca e estômago é longo, então esse problema pode ocorrer em qualquer ponto que compõe a via digestiva.

Como, por exemplo, boca, faringe e esôfago.

Alterações das pregas vocais

Alteração ou disfunção das pregas vocais é um problema que ocorre durante a inspiração.

Pode acarretar em outros problemas como dispneia inspiratória, disfonia e, até mesmo, rouquidão.

Pode ser ocasionada devido à inalação de substâncias que causem irritação ou alergias. Além disso, refluxo gastroesofagiano, disfunções neurológicas, faríngeas ou psicossomática podem causar alterações nas pregas vocais.

Distúrbios do labirinto

Também conhecido como Labirintite, é uma doença que afeta o equilíbrio do corpo humano.

Essa desordem é acometida como resultado de um processo inflamatório ou até mesmo infeccioso que afeta os labirintos.

Os labirintos ficam localizados dentro do sistema vestibular e que é o órgão responsável pelo equilíbrio, pela postura e pela orientação do corpo humano.

A saber, esse órgão se localiza no ouvido interno, por isso, o médico especialista a diagnosticar essa enfermidade é o otorrinolaringolista.

Principais sintomas para você ficar em alerta

Otorrinolaringologia-quando-devemos-procurar-um-especialista?

Você deve procurar um especialista em Otorrinolaringologia ao passo que apresentar os sintomas abaixo:

  • Dor de ouvido;
  • Dor de garganta;
  • Dor na face;
  • Dor de cabeça (cefaleia);
  • Rouquidão;
  • Roncos;
  • Obstrução nasal;
  • Secreção nasal;
  • Sangramento nasal (epistaxe);
  • Secreção no ouvido (otorreia);
  • Sangramento no ouvido (otorragia);
  • Dificuldade auditiva/surdez;
  • Zumbido e
  • Tontura.

Em outras palavras, sintomas que acometem o nariz, os ouvidos e a garganta:

Cristiane Leal: Otorrinolaringologista cadastrada na Youtaf

Otorrinolaringologia-quando-devemos-procurar-um-especialista?

Especialista em Otorrinolaringologia há 23 anos, atendendo atualmente na Clínica Hapvida no bairro do Rio Vermelho, em Salvador, dra. Cristiane alerta:

“O paciente deve procurar um otorrino quando apresentar qualquer sintoma no ouvido, no nariz e/ou na garganta”.

Sobre os cuidados diários que devemos ter, a dra que atende tanto crianças quanto adultos, cita: “Não usar cotonetes, não ouvir som alto, cuidados com a voz”.

Cristiane Leal é uma das profissionais cadastradas na plataforma Youtaf.

Assim sendo, gostaria de ter os seus serviços divulgados numa plataforma digital que conecta profissionais a clientes?

Então, conheça a nossa plataforma acessando o artigo Youtaf: conheça a plataforma de serviços online que mais cresce no Brasil.

Faça assim como a nossa otorrinolaringolista, Cristiane, divulgue seus serviços profissionais na Youtaf.